Segunda-feira, 17 de Outubro de 2011

Quando passo a ferro apercebo-me do quão sobrevalorizado é o conceito de perfeição. É uma luta tola por um ideal essencialmente imperfeito (o que não deixa de ser curioso – a perfeição é um ideal imperfeito). Deixo sempre sete vincos nas camisas. Conto-os sempre. Agora seria bastante expectável que eu contasse os vincos no texto, para dar ao leitor o sentimento do meu quase autismo, mas queremos evitar esse tipo de fórmulas comuns. Contar os vincos aqui serviria apenas para que o leitor saltasse. Nenhum iria ler cada uma das sílabas como se estivesse realmente a contar. O leitor passaria os olhos e, no seu cérebro, perceberia «ele está a contar» e saltaria para a frase que se seguisse. Não se pode culpar. Gostava de contar o número de textos em que os autores contam e expõem o processo de contagem para criar um «real» na mente do leitor, que não é nem mais nem menos real que tudo o resto que se escreve. Claro que tudo isto interessa muito pouco, no fim. Teorizar sobre as contagens em literatura. Contabilizar as contagens em literatura. Perguntar aos contadores literários o que os levou a contar na literatura que decidiram produzir (geralmente esta literatura é «produzida»). A produção literária faz-me sempre lembrar o Orwell. Lembro-me daquela passagenzinha do 1984 em que os computadores produzem os romances para que as pessoas leiam. Os romances não são obras criadas. Respeitam algoritmos. Enfia-se por um computador acima o que as pessoas gostam e sai de lá um cagalhão cheio de «experiência estética». A arte também deve ser sobrevalorizada. Afinal, tudo o que é isso da experiência estética pode ser feita por algo além de carne. Ou pelo menos é o que nos dizem. E a gente tem de acreditar.



# Tiago Moreira Ramalho às 23:41 | | comentar | (1)

autoria
Tiago Moreira Ramalho

twitter
arquivo do blogue

Fevereiro 2013

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

subscrever feeds

 FeedBurner