Sábado, 6 de Fevereiro de 2010

A verruga de Jorge Lacão, descendo às catacumbas do lambe-botismo e do servilismo, diz-nos que o governo não tem de prestar esclarecimentos nenhuns sobre o que foi divulgado ontem, mesmo que o que foi divulgado ontem se tenha passado, se se tiver passado, antes de Lacão ser ministro. Durante o dia de ontem e o dia de hoje, nenhum ministro se pronunciou de forma diversa. A questão é muito simples: qualquer pessoa que depois de segunda-feira próxima se mantenha no governo é reles cúmplice de tudo o que se passa. Por outro lado, se durante as próximas semanas não for apresentada uma moção de censura no Parlamento ou não houver uma demissão do governo e nomeação de outro PM vindo do PS, também os 230 deputados bem como Aníbal Cavaco Silva serão cúmplices. O que se passa é grave demais e já não é tempo de complacências.



# Tiago Moreira Ramalho às 13:14 | | comentar

autoria
Tiago Moreira Ramalho

twitter
arquivo do blogue

Fevereiro 2013

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

subscrever feeds

 FeedBurner