Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

O Daniel Oliveira é um tipo curioso. Não vai a uma manifestação pela liberdade de expressão apenas e só porque os seus promotores se situam, em maioria, à direita. O Daniel Oliveira, que poderia gerar uns quantos empregos se arranjasse as sobrancelhas e que só não os cria porque não é bem bem de esquerda (o leitor sabe que a malta de esquerda tem o exclusivo do gosto pela prosperidade, sendo que todos os outros apenas querem é miséria, que a miséria é boa de ver, porque somos todos uns filhos-da-puta e o Daniel Oliveira é que é bom), dizia eu que o Daniel Oliveira poderia tentar falar com os organizadores, poderia tentar perceber (eu sei que o Daniel Oliveira tem problemas de compreensão – o bug no cérebro nasceu-lhe aí pelos 14 anos nas praxes da Juventude Comunista) que esta manifestação na sua génese não tinha nada de táctica política e que desde o primeiro momento tentámos fazer a ponte com pessoas mais à esquerda, dado que o propósito era fazer algo supra-partidário, completamente sem amarras, para que senhores como o senhor Manuel Falcão não fossem empertigar-se para as televisões.

O Daniel Oliveira pode estar com as merdas que quiser, que isto de escrever é muito giro e também me dá muito gozo, mas a verdade é que o Daniel Oliveira, tal como o Pedro Sales (que esteve lá por uns momentos, mas que saiu mal lhe perguntaram se estava a apoiar a manif), só não foi porque não foi quem começou. Porque quando o Daniel Oliveira e a gente do Daniel Oliveira promove ‘lutas’, a malta da ‘direita’, esses filhos-da-puta, não esquecer, são muito bem-vindos, porque a gente quer é existir, aparecer, ter programas, sei lá. Já quando o Daniel Oliveira é convidado não vai, não vá ainda ficar com um papel secundário em tudo aquilo e o Daniel Oliveira não é pessoa de ir encher chouriços.
Aquele texto que publicou no Arrastão é a demonstração simples de duas coisas: ódio e ignorância. Daniel Oliveira odeia qualquer pessoa que tenha a infelicidade de estar do outro lado e justifica esse ódio com a simples ignorância, afirmando que os 'reaccionários' não podem defender a liberdade e que estão todos ali a fazer favor a alguém. É do caralho, este Daniel Oliveira. É do caralho.


# Tiago Moreira Ramalho às 09:41 | | comentar

autoria
Tiago Moreira Ramalho

twitter
arquivo do blogue

Fevereiro 2013

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

subscrever feeds

 FeedBurner