Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Quando Sócrates cair, quem quer que seja que o substitua tem de ter como prioridade o fim da golden share na PT bem como a saída do Estado das principais empresas portuguesas nas quais tem algum poder, quer directa quer indirectamente. Sim, porque o problema que hoje enfrentamos não se deve apenas à falta de escrúpulos de um grupo de pessoas. Essa falta de escrúpulos nunca teria tido tradução para isto caso não houvesse possibilidade para tal. Como diz o povo, a ocasião faz o ladrão. É preciso, então, que o Estado abdique da sua participação na PT, na Cofina, na Zon, e em todas as outras em que tem participações e posições minoritárias. Num prazo mais alargado, será essencial o desmantelamento e privatização da Caixa Geral de Depósitos, que foi o pivô de todo este processo. A Caixa Geral de Depósitos é, basicamente, a meretriz do regime, servindo cada um dos partidos para os esquemas mais abjectos. Estes são passos essenciais.



# Tiago Moreira Ramalho às 18:41 | | comentar

autoria
Tiago Moreira Ramalho

twitter
arquivo do blogue

Fevereiro 2013

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

subscrever feeds

 FeedBurner