Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

O problema essencial nesta questão dos Abrantes e do Simplex é que todos os partidos (excluindo, talvez, o Bloco de Esquerda) têm tectos de vidro. Todos. Porque todos se aproveitam de meios do Estado, quando podem, para se promoverem enquanto instituições e para promover membros específicos. O resto, meus caros, é conversa e resume-se com a falta de choque com que são recebidas teses como a de que é perfeitamente normal assessores, secretários de estado e ministros utilizarem o seu tempo de trabalho e os meios que o Estado lhes dispõe para fornecerem pessoas com, pelos vistos, fracas capacidades de argumentação (argumentários?! Pelo amor do Altíssimo!...) a fim de as ver pular, aparecer, existir. Triste lama, esta.



# Tiago Moreira Ramalho às 17:28 | | comentar

autoria
Tiago Moreira Ramalho

twitter
arquivo do blogue

Fevereiro 2013

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

subscrever feeds

 FeedBurner