Domingo, 8 de Agosto de 2010

A amizade é, ao contrário de tudo o que se possa pensar, o sentimento mais egoísta que podemos ter. O que nos faz construir uma amizade, e que se cale quem diz que as amizades não são construídas, é o puro interesse pessoal. Falo aqui da escolha das pessoas e não da opção por construir amizades em si – as relações humanas são uma necessidade que só alguns, fingindo-se menos humanos, rejeitam. Escolhemos uma pessoa porque lhe gostamos da voz doce e afectuosa, porque lhe gostamos do sentido prático, porque lhe gostamos da alma sonhadora, porque lhe gostamos de identificar características que gostamos de pensar que são as nossas, porque lhe gostamos de imitar os jeitos que gostaríamos de ter. Na base, um amigo é um puro instrumento. Lá porque usamos o instrumento para o bem, não deixa de ser um instrumento. Eu uso os meus para tentar arrancar um pouco de bom da carcaça aguada. Em troca, deixo-os usar-me um pouco, apesar de não encontrar grande interesse nisso.



# Tiago Moreira Ramalho às 13:31 | | comentar

autoria
Tiago Moreira Ramalho

twitter
arquivo do blogue

Fevereiro 2013

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

subscrever feeds

 FeedBurner